Doces Palavras

Opte por aquilo que faz o seu coração vibrar, apesar de todas as consequências.
Posted on 10, julho 2014 julho 10 2014 2014年7月10日 by espiritoindepente
Espero sempre está fazendo as coisas certas, na medida do possível. Venho me esforçando pra isso. Depois de uma grande decepção decidi olhar para o lado e investir em quem sempre esteve comigo mesmo que não fosse fisicamente. Mas a internet tem o poder de unir pessoas, criar grandes amizades que um dia podem se tornar num grande amor. Sou dessas que acreditam em conexões mentais e que o destino reserva alguém especial pra gente. Confesso que tenho um medo danado de me decepcionar, mas estou me entregando de corpo e alma. Só quero que tudo que venho fazendo para o bem de uma nova relação seja recíproco.
Doces Palavras tumblr
Posted on 08, julho 2014 julho 08 2014 2014年7月8日 by espiritoindepente
Por muito pouco a sua falta quase me matou, me sufocou, quase me fez desistir de mim mesma. Aprendi que não devemos deixar de nos amar por ninguém e nem dá murro em ponta de faca, se não soube valorizar o grande amor que aqui habitava, não merecia minha dor, aliás ninguém merece. Nenhum homem merece que eu me machuque. A gente sempre acha que não vai aguentar mais sempre aguenta, sempre achamos que nunca vamos encontrar outro alguém capaz de nos fazer ainda melhor do que o anterior, mais encontramos. Esses encontros e desencontros que a vida nos prega são verdadeiros ensinamentos e provas de amadurecimento, por mais que algumas feridas custem a cicatrizar devemos colocar um band-aid, uma pomadinha ou outro recurso em cima delas que vá parar de doer, nem que seja por alguns instantes, alguns dias…
O importante é que a vida me deu outra chance e dessa vez vou fazer valer, vou tentar não cometer os mesmos erros, vou crescer como mulher e como namorada.
Doces palavras tumblr
Posted on 04, julho 2014 julho 04 2014 2014年7月4日 by espiritoindepente
Talvez a madrugada tenha sido feita para quem ama e para quem tem saudade de algo ou de alguém. De vez em sempre me bate uma nostalgia, uma saudade de momentos e principalmente de gente que eu achava que conhecia. Difícil é ter que conviver com o coração apertando de tanta saudade e fingir não sentir nada, fingir não se importar e principalmente fingir não amar. Dói ignorar, mas doeu ainda mais todo sofrimento que um grande amor me causou, não sei ao certo quando essa ferida vai cicatrizar de verdade e quando vou aprender a conviver com todas essas coisas sem apertar tanto o peito. Bom, não sei se estou no caminho certo, mas sei pra onde não devo voltar.